A 3ª fase do programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida sofreu algumas mudanças causadas por problemas orçamentários.

O presidente interino Michel Temer disse em entrevista, que deverá encerrar os benefícios concedidos às pessoas de baixa renda que estiverem enquadradas na faixa 1 e na faixa 2, ou seja, com renda familiar de até R$1.800 e os que recebem até R$3.600.

Com essas medidas, a 3ª etapa do programa para aquisição da casa própria será totalmente reformulada. O relançamento terá uma meta inferior ao que foi prometida pela presidente afastada Dilma Roussef. A presidente tinha dito que faria mais 3 milhões de residências em 2014 antes de sua reeleição.

O governo atual cortou esse número pela metade, só será possível a liberação d e 1,5 milhão de unidades nos próximos 3 anos, saiba mais sobre negocios a venda em curitiba.

Temer também fará outra mudança. Haverá a extinção da nova faixa de renda de 1,5 que era uma novidade para a 3ª etapa do programa, mas que não sairá do papel.

O governo federal criou o programa MCMV em 2009 e as atuais alterações poderão adiar os projetos das famílias que sonham em adquirir a casa própria.

Comments are closed.

Post Navigation